Vital ao funcionamento de uma empresa, o clima organizacional ajuda a melhorar o desempenho, uma vez que a percepção da marca por seus colaboradores está relacionada a uma boa produção e entrega de resultados.

Um termo relativamente novo na esfera corporativa e pouco conhecido, o clima organizacional vem sendo identificado como uma ótima estratégia de employer branding capaz de reduzir o turnover, atrair talentos e criar um bom relacionamento com os funcionários.

O mais importante: um bom clima organizacional indica um ambiente de trabalho seguro, estável e agradável. Em uma era digital, dinâmica e acelerada, um espaço próspero e que visa a saúde de todos é essencial para evitar transtornos de ansiedade, depressão e síndrome de burnout.

Quer entender mais sobre esse assunto e como aplicá-lo em sua empresa? Fique atento ao nosso texto, vamos desmistificar tudo sobre clima organizacional e dar dicas valiosas. Acompanhe!

Clima organizacional: o que é

O clima organizacional nada mais é do que a forma que o ambiente de trabalho é percebido por aqueles que estão nele. É a percepção da empresa de acordo com seus colaboradores.

É um conjuntjo de sentimentos, sensações e opiniões sobre a empresa em que trabalham e como ela funciona. Se uma empresa possui um bom clima organizacional, é seguro dizer que a motivação das pessoas é relativamente maior do que a de pessoas em um ambiente considerado desorganizado e tóxico.

Um ambiente de trabalho ruim desanima e acaba prejudicando o desempenho dos funcionários. Estes, por sua vez, optam por procurar outras oportunidades em ambientes que os acolham melhor e tenham situações mais justas de trabalho. É assim que o índice de turnover cresce e a empresa se vê prejudicada ao perder bons profissionais e enrolada com processos seletivos cada vez mais longos.

Clima organizacional: por que é cada vez mais importante?

A partir do momento em que se entende o que é o clima organizacional e o que ele representa, é simples compreender por que sua necessidade é cada vez maior.

Olhando o contexto atual, em que temos altas demandas de trabalho, cargas horárias excessivas, assédio moral e má remuneração, vemos que um ambiente seguro tem sido cada vez mais prezado pelos candidatos.

A plataforma Glassdoor, por exemplo, que permite analisar informações sobre empresas, vem crescendo consideravelmente e tem obtido cada vez mais acessos. Nela, é possível verificar a remuneração dos cargos, os benefícios corporativos oferecidos e até mesmo checar feedbacks de pessoas que ainda trabalham ou já trabalharam no local.

Um profissional qualificado e que gera bons resultados, raramente se mantém por muito tempo em uma empresa que não valoriza uma boa convivência e não oferece condições adequadas de trabalho. 

Dessa forma, não aprimorar seu clima e cultura organizacional por qualquer motivo que seja acaba sendo um “tiro no pé”, uma vez que um alto turnover acaba gerando ainda mais despesas e impactos financeiros.

O que um mau clima organizacional pode ocasionar à sua saúde?

Entendemos o que um mau clima pode fazer às empresas, mas que consequências essa má estrutura acarreta à saúde dos funcionários?

Caracterizada como o mal do século 21, a depressão é um dos principais resultados de um ambiente tóxico de trabalho. Em muitos casos, a ansiedade também está associada, agravando ainda mais o quadro.

Essas sensações negativas desestabilizam o trabalhador e podem acabar até gerando a famosa síndrome de burnout, doença ocasionada pelo excesso de trabalho e falta de lazer.

O burnout está oficialmente na Classificação Internacional de Doenças, um índice sobre doenças e outras questões de saúde. Estima-se que, no Brasil, cerca de 32% da população brasileira seja afetada por esse mal, de acordo com a estimativa da International Stress Management (Isma-BR).

Isso prova que o desgaste profissional em ambientes desorganizados e sem empatia, é uma realidade. Dessa forma, a necessidade de mudança é imperativa e urgente para que a prosperidade e o bem-estar prevaleçam.

Ambientes negativos, neutros e positivos: quais são as diferenças na prática?

Quanto ao clima organizacional, empresas podem se enquadrar de três maneiras: positiva, negativa e neutra.

Entenda mais abaixo sobre suas particularidades, diferenças e como a polaridade do ambiente interfere na dinâmica do trabalho como um todo.

Ambiente negativo

O ambiente negativo é bastante perceptível para quem está de fora e caracterizado por comportamentos tóxicos, má gestão e conversas pessimistas.

Nesse espaço não há lugar para mais responsabilidades, e o temor pelos prazos e resultados é expressivo. 

A ansiedade é um sentimento comum nesses lugares. A qualidade das entregas também é inferior e acaba prejudicando o faturamento e o retorno para a empresa.

A evasão de funcionários é bastante comum e corriqueira. Todos estão cansados e buscando por oportunidades melhores.

Ambiente neutro

Aqui os sentimentos de apatia predominam. Não há muita força de vontade e comprometimento com o crescimento pessoal, da equipe e da empresa como um todo.

O que vemos é indiferença e desmotivação. Há poucos feedbacks e os projetos acabam sendo feitos de forma simples e básica, sem muita inovação.

Sentir-se estagnado é comum, uma vez que não há muita procura por novas responsabilidades.

Embora não seja tão alto quanto em ambientes negativos, aqui também há turnover, indicando que alguns pontos precisam de melhoria, o quanto antes possível.

Ambiente positivo

Coletividade é a palavra certa para definir esses ambientes. As pessoas pensam como um organismo e procuram se ajudar em todas as etapas do dia a dia. 

Sentem-se confiantes consigo mesmas e sobre seus trabalhos, procurando sempre entregar o melhor resultado, de forma inovadora ou não.

É um espaço próspero, no qual o desenvolvimento profissional tem lugar. A troca de conhecimentos é constante e acontece de forma natural, espontânea e sem atritos.

Há uma boa comunicação, focada na resolução de problemas, surgimento de ideias inovadoras e mentoria.

São ambientes mais propensos a bons resultados. 

Como melhorar o clima organizacional em empresas?

Algo que talvez não tenha passado pela sua cabeça, depois de tudo o que vimos sobre o assunto é que, na verdade, não é tão difícil melhorar a cultura e o clima organizacional.

Existem algumas dicas fáceis e tranquilas de serem implementadas que podem ser utilizadas. O importante é dar os primeiros passos para tornar o ambiente de trabalho mais agradável.

Flexibilize os horários

Horários flexíveis fazem toda a diferença para as pessoas, principalmente as que estão constituindo família.

Ter uma certa liberdade quanto ao seu dia pode impactar muito positivamente as pessoas, que podem se dedicar mais a outras atividades de lazer, como hobbies e passar tempo com a família.

Inclusive há estudos que dizem que um horário flexível ajuda na performance e na obtenção de resultados. De acordo com a IWS (International WorkPlace Group), 85% dos entrevistados atestaram que se sentiram mais produtivos em uma jornada flexível.

Ou seja, é uma jogada em que todo mundo ganha!

Ofereça treinamentos de capacitação

Disponibilizar cursos e treinamentos para seus funcionários é algo muito positivo, pois mostra que você se preocupa com o aprimoramento desses indivíduos.

Mais do que treinamentos para fins profissionais, procure investir também em temáticas de aprimoramento pessoal, como na gestão de líderes, empatia no ambiente de trabalho e comunicação não violenta.

Esta última vem crescendo muito nos últimos tempos. Cada vez mais, as empresas estão oferecendo workshops sobre comunicação não violenta e de como se expressar no ambiente de trabalho.

Essa abordagem ajuda na redução do assédio moral e cria um espaço de empatia onde a pessoa se sente segura e acolhida, garantindo seu bem-estar.

Além disso, se torna uma asset para a resolução de conflitos e problemas, chegando ao fundo de questões de forma mais rápida e eficiente, obtendo melhores resultados.

Implemente benefícios corporativos

Sabemos que um dos fatores mais atrativos de empresas para novos talentos e retenção dos colaboradores são os benefícios corporativos.

Oferecer esses benefícios permite que a qualidade de vida do funcionário seja melhor e, por consequência, mantém sua saúde mental mais estável.

Os principais benefícios são: vale-alimentação, vale-transporte, vale-refeição, férias remuneradas e décimo terceiro salário. Algumas empresas oferecem ainda mais convênios com academias, como por exemplo a TotalPass, um benefício corporativo de atividade física.

Melhore o clima organizacional de sua empresa com a TotalPass!

Agora que você viu a importância de um bom clima organizacional, por que não procurar a TotalPass para ajudar a melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores?

Como vimos anteriormente, a oferta de benefícios é muito importante para sua marca empregadora, permitindo que sua empresa retenha talentos e evite a rotatividade intensa de funcionários.

A TotalPass oferece as melhores academias do país a colaboradores de empresas parceiras. Nesse grupo, são contempladas toda a rede Smart Fit e Bio Ritmo, além de estúdios especializados em corrida, boxe, yoga, ciclismo, treinos funcionais coletivos e desenvolvimento muscular. Os beneficiários da TotalPass têm acesso a mais de 1000 academias, incluindo as principais unidades da rede. Entre os clientes estão Uber, Cabify, Nubank, Amaro, Riachuelo, Prevent Senior, Azul, Gol e GPA.

Para saber mais, acesse nosso site!

Navegue também pelo nosso blog e encontre conteúdos informativos sobre bem-estar e universo corporativo. Aproveite!