É cada vez mais comum ouvir a palavra turnover no mercado de trabalho. Atualmente, o mundo corporativo tem estado cada vez mais intenso e com conexões globais ainda mais próximas.

Desta forma, a incorporação de palavras estrangeiras no cotidiano de empresas é muito comum. Entender o que elas significam e como se adaptar a estas tendências é imprescindível para não dormir no ponto e perder pautas importantes para sua empresa e negócio.

Abaixo, vamos falar mais sobre o conceito de turnover, o que ele é e como ele impacta no dia a dia do mercado de trabalho. Além disso, vamos abordar também as consequências deste movimento e estratégias de como reduzi-lo, visando o bem-estar da empresa e dos colaboradores como um todo.

Vamos lá? 

Significado de turnover: a origem da palavra e o que ela quer dizer

Turnover é uma palavra proveniente do vocabulário inglês e adaptada para o cotidiano brasileiro.

Assim como é o caso de muitas palavras inglesas, turnover’ pode ter diversos significados, dependendo do contexto em que é usada.

Turnover significa virada, renovação, reversão. É muito utilizada no meio esportivo também.

Em relação ao mercado de trabalho, ela representa a alta rotatividade de funcionários dentro de uma empresa, isto é, o quanto de colaboradores deixa o empregador em determinado período de tempo.

Este é um problema que aflige de forma intensa diversos negócios, que não sabem como regular e controlar este processo. É uma das grandes preocupações do setor de RH de uma empresa.

É um problema tão real que até uma maneira de calcular o turnover foi desenvolvida, para diagnosticar a saúde de um negócio e identificar problemas alarmantes. 

Entenda mais sobre como este cálculo é feito abaixo.

Taxa de turnover: saiba o que é e como calcular

Ao compreender que turnover é a evasão de funcionários de uma empresa, é importante entender como calcular essa porcentagem e observar se ela está fora de controle ou não em seu negócio.

Quando vamos realizar o cálculo, é preciso levar em consideração três fatores diferentes:  número de entradas, número de saídas e total de colaboradores presentes em um determinado período de tempo, seja um mês, seis meses, um ano ou até mais, por exemplo.

Vamos ao passo a passo de como calcular o turnover? É muito simples!

  1. Some o número de admissões e demissões.
  2. Em seguida, divida este resultado por dois.
  3. Faça mais uma divisão – agora do resultado anterior pelo número total de funcionários.
  4. Multiplique o resultado por 100 para conseguir uma porcentagem. 

Tendo esta porcentagem em mãos, você consegue ver de forma mais prática a situação da sua empresa.

É importante destacar que a taxa de rotatividade ideal durante o período de um ano é inferior ou igual a 10%. Ao analisar apenas um mês, é inferior ou igual a 1%.

No Brasil, estes números se excedem bastante, sendo 43% a média anual de turnover de uma empresa nacional, indicando que o país tem grandes dificuldades de reter talentos.

Turnover e absenteísmo: diferenças entre os dois processos

Outra preocupação por parte do RH é o absenteísmo. Muitas pessoas não estão familiarizadas com este conceito e podem até mesmo confundi-lo com o turnover em si.

Enquanto o turnover diz respeito à rotatividade de colaboradores, o absenteísmo trata quanto aos atrasos e às faltas destes funcionários.

A grande consequência do absenteísmo é a queda de produtividade e entrega de resultados, o que acaba prejudicando tanto o empregado, quanto o empregador.

Os atrasos e as faltas podem ser facilmente relacionados a um mau clima organizacional e à sobrecarga de trabalho. 

O absenteísmo é um problema que acaba antecedendo o turnover, pois funcionários pressionados e insatisfeitos acabam deixando a empresa assim que encontram outra proposta.

Além deste fator, existem muitos outros que implicam em um alto turnover. Veja mais.

O que propicia o turnover? Fatores que podem intensificar esta questão

Quando falamos de turnover, é possível identificar diferentes fatores que contribuem para o aumento desta taxa.

Entenda os principais motivos que levam a uma alta rotatividade de funcionários.

Sobrecarga de trabalho

Não é novidade que o excesso de tarefas é um dos maiores contribuintes para a evasão de funcionários da empresa. 

Muitas empresas pecam na gestão de seus funcionários, atribuindo mais tarefas a eles do que é viável, prejudicando a produtividade, o bem-estar e a moral, levando-os a procurar outras oportunidades.

Um clima organizacional ruim

O clima organizacional nada mais é que a percepção coletiva dos funcionários sobre a empresa. Nele, estão inseridas noções sobre como a empresa trata seus funcionários, suas políticas, cultura, gestão, processos e valores.

Um mau clima organizacional desmotiva e também induz ao sentimento de evasão nas pessoas.

Má remuneração

Ligada diretamente ao excesso de trabalho, a má remuneração é um dos principais fatores de uma grande rotatividade.

Muitos funcionários que estão sendo sobrecarregados com mais funções do que são previstas em seu cargo se sentem insatisfeitos, com um salário que não reflete a grande quantidade de atribuições que possuem.

Ausência de benefícios corporativos

Um dos maiores atrativos de vagas no mercado de trabalho são os benefícios corporativos. Oferecer benefícios aos colaboradores promove uma melhor qualidade de vida no trabalho e aumenta a moral, elevando também a produtividade e os resultados.

Benefícios como vale-alimentação, vale-refeição, vale-transporte, seguro de vida, plano de saúde e muitos outros ajudam na retenção de talentos na empresa e diminuem o turnover.

Como reduzir o turnover em sua empresa: estratégias de retenção de colaboradores

Após compreender o que pode contribuir para um alto turnover, é mais simples identificar medidas e estratégias para evitar o crescimento desta porcentagem e até mesmo reduzi-la.

Veja, a seguir, o que você pode fazer para reverter este cenário.

Oferecer benefícios corporativos

Desde o primeiro momento, em processos seletivos, benefícios corporativos são um dos principais fatores atrativos de empresas. 

Além de ajudar no bem-estar do trabalhador de forma geral – em quesitos como alimentação, atendimento médico e exercícios físicos –, eles também acabam por melhorar a produtividade, uma vez que a moral é levantada por estes benefícios.

É uma ótima estratégia para reter talentos dentro de sua empresa e também atrair novos profissionais.

Investir na formação de líderes

Uma boa gestão é imprescindível. Ter líderes qualificados e que prezam pelo sucesso de seus funcionários faz toda a diferença.

Algo bastante desmotivador no ambiente de trabalho é uma má liderança – ou pior: uma liderança ausente.

Este impeditivo acaba sobrecarregando as pessoas, tendo de executar mais tarefas do que o cargo exige. 

Assim, ter um bom líder que controle a quantidade de demanda e também seja empático com os colaboradores é uma estratégia vital para reduzir um turnover alto.

Priorizar qualidade sobre quantidade

Diretamente relacionado com o item anterior, aqui vemos que é essencial ter uma boa distribuição de tarefas justa e adequada. 

É necessário priorizar a qualidade das entregas sobre a quantidade delas, para não sobrecarregar ninguém.

Aqui, é muito importante ter um bom planejamento e uma boa gestão.

Adotar uma jornada de trabalho flexível

Jornadas de trabalho mais flexíveis vêm sendo cada vez mais comuns no mercado de trabalho.

Este tipo de regime é muito positivo, pois ajuda a dar mais liberdade ao trabalhador. Horários mais flexíveis, na maioria das vezes, influenciam positivamente no desempenho e também reduzem o turnover, já que esta flexibilidade é muito cobiçada no mercado, principalmente por profissionais com família.

Employer Branding: o que é, sua importância e como influencia no turnover

Employer Branding é uma estratégia de construção de marca que visa melhorar a percepção de uma empresa no mercado enquanto empregadora.

Ele visa expor os motivos pelos quais é atrativo trabalhar na marca, tendo a intenção de buscar novos talentos e reduzir o turnover.

Tem curiosidade em saber mais sobre isso? Confira nossa entrevista com uma especialista: Employer Branding e sua importância na construção da “marca empregadora”.

Invista na saúde de seus colaboradores com a TotalPass

Vimos acima que oferecer benefícios corporativos é uma estratégia muito importante para reduzir a rotatividade de funcionários.

A TotalPass é um serviço que oferece convênio com diversas academias para os funcionários da sua empresa. 

Realizar atividades físicas é uma das maiores fontes de produção de endorfina, melhorando a qualidade de vida, tanto pessoal, quanto profissional, influenciando diretamente na produtividade e no bem-estar.

Navegue por nosso site e descubra mais sobre nossos serviços e como incorporá-los à sua empresa!

Entenda mais sobre como melhorar os negócios de sua empresa aqui, no blog da TotalPass

A TotalPass possui uma variedade de planos extensa para você encontrar justamente o que mais se adequa às suas necessidades e objetivos. 

Contratar os nossos serviços pode ser um grande diferencial para a sua empresa, atraindo e retendo talentos, melhorando o desempenho e os resultados do negócio.

Em nosso site, você encontra mais informações sobre o que oferecemos, e, em nosso blog, você pode ver mais conteúdos relacionados ao mundo corporativo que podem ajudar muito na administração de sua empresa. Não deixe de conferir!