Você com certeza já deve ter ouvido falar no quanto a atividade física é importante. Mas, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), 47% dos brasileiros são sedentários.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, o sedentarismo está ligado a diversas outras doenças como diabetes, obesidades e doenças cardíacas. Doenças essas que são responsáveis por 71% de todas as mortes no mundo.

Além disso, doenças mentais como depressão, ansiedade e burnout estão aparecendo com mais frequência e afastando colaboradores de seus trabalhos. E, acredite, a atividade física também pode ajudar a afastar esse tipo de doença. 

Por isso, no artigo de hoje vamos falar sobre corpo e mente em equilíbrio: a atividade física a favor do bem-estar. Acompanhe também a entrevista com a especialista Thaís Alves. Vamos lá? 

Atividade física e o corpo: muito além da estética 

Quando pensamos em atividade física, muitas pessoas associam aos corpos “perfeitos” e irreais impostos pela sociedade ao longo dos anos. Muito além da estética, a prática regular está ligada à saúde e ao bem-estar.

Movimentar o corpo garante a circulação do sangue, regula os batimentos cardíacos, fortalece os músculos, melhora a postura corporal, combate a obesidade e o sobrepeso. Como contamos acima, ela também ajuda a prevenir uma série de doenças.

Não é só da musculação que se trata a atividade física. Se você não gosta de ficar treinando em aparelhos, pode optar pela dança, pilates, yoga, natação, boxe e muito mais. Opção é o que não falta!

Como a atividade física colabora na saúde mental?

Um estudo da Escola de Saúde Pública de Harvard descobriu que com apenas 15 minutos de caminhada ao dia os riscos de depressão caem 26%.

A pessoa que é ativa sofre menos com o estresse e tem mais disposição para as tarefas do dia a dia (falamos um pouco mais sobre isso na entrevista logo abaixo)

A explicação está na química do cérebro. A prática regular de atividades físicas reduz os níveis dos hormônios estressantes como a adrenalina, noradrenalina e cortisol.

Do outro lado, libera um hormônio chamado endorfina (conhecido como o hormônio da alegria, que promove a sensação de bem-estar, euforia e alívio de dores) e da dopamina (que gera efeito tranquilizante e analgésico no indivíduo que pratica, regularmente, atividade física). 

Veja mais sobre como cuidar da sua saúde mental e a de seus colaboradores.

Entrevista com Especialista

Thaís Alves é educadora física, reeducadora postural, dançaterapeuta e pós-graduada em Psicologia Transpessoal. Atua há mais de 20 anos com atendimentos individuais e facilitando grupos em instituições, empresas e espaços terapêuticos. 

Acredita no movimento corporal consciente como recurso de saúde física, mental, energética e de transformação pessoal. Seu entusiasmo e sentido de vida estão em ajudar cada pessoa a ampliar a conexão com o próprio corpo e com sua força interior

TotalPass: Quando falamos em atividade física, muitas pessoas relacionam com a busca pelo “corpo perfeito” imposto pela sociedade. Não é bem assim, né?

Thais: A gente acaba esbarrando em uma questão cultural muito forte. Estamos inundados de imagens diretas e indiretas que contam dessa perfeição irreal. Isso está desconectado daquilo que nosso corpo tem como bom funcionamento.

Busque uma atividade que faça você se dar conta de cada parte da sua estrutura, como os pés se posicionam no chão, que te traga um bom equilíbrio, vitalidade, prazer e bem-estar, inclusive na questão estética, não na busca irreal de forma ou tamanho imposta, mas para uma conexão com você mesmo. 

TotalPass: É verdade que a atividade física alivia o estresse? 

Thaís: Sim, ele alivia o estresse! O estresse joga uma série de substâncias no nosso corpo e ele mantém esse nível alto por longas horas, que faz com que o corpo perca a condição de sair dessa mudança química. 

O estresse nada mais é do que uma alteração química para resolver um problema emergencial e depois voltar ao estado inicial. É como se o seu corpo entrasse em estado de alerta para o perigo. 

Então o cérebro move a circulação sanguínea da parte digestiva para a musculatura, como se você tivesse que sair correndo. Ele dilata sua pupila para te deixar em alerta, aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca. 

Para te dar mais energia, ele transforma a gordura em açúcar. Só que você não vai sair correndo nesse estado de alerta, né?

Às vezes, você entra nesse nível de estresse porque o seu chefe pediu para alterar um relatório “para ontem” e todas essas reações vão acontecer. Você não vai sair correndo, vai fazer tudo sentadinho no seu computador. 

A gente vai para o nível alto de estresse e é tanta coisa para resolver que isso dura 5 horas e até mais.

A atividade física tem um papel importante que é fazer o nosso corpo voltar a homeostase (condição de relativa estabilidade da qual o organismo necessita para realizar suas funções adequadamente para o equilíbrio do corpo). A atividade física alivia a tensão e faz o corpo gastar toda aquela energia acumulada. 

TotalPass: A OMS cita que o sedentarismo é uma das principais causas de morte, não pelo sedentarismo em si, mas pelas doenças decorrentes como diabetes e obesidade. Por que é tão difícil sair do sedentarismo?

Thaís: Eu entendo que o sedentarismo está ligado ao fato de você não encontrar uma atividade física que faça sentido para você. Se você buscar só pela questão estética, vira um suplício, não tem uma motivação real.

Por isso, é importante desmontar a relação da atividade física com a questão estética, ir em busca de um movimento que seja prazeroso, que faça sentido. Hoje existem diversas modalidades.

Lembre que o nosso corpo foi feito para o movimento. Somos uma infinidade de articulações e quanto mais a gente mantém essa estrutura em movimento, mais ela se renova e fortalece.

O comportamento sedentário já era um desafio e ele se acentuou com o home office.

TotalPass: Como começar a prática da atividade física?

Thaís: Quando é um grande desafio temos que criar estratégias. Por exemplo: você pode buscar um horário do dia que favoreça mais. Se o frio incomoda, não vai ser de manhã que vou fazer atividade física, né?

Se não tenho disciplina, vamos combinar com um amigo! Não dá para fazer junto no momento, mas crie uma parceria, combine de fazer 3x por semana, um incentiva o outro. Pelo menos dez dias de atividade física por mês. Para quem não estava fazendo nenhuma, é sensacional.

TotalPass: Quais os benefícios da prática regular dos exercícios físicos para o nosso corpo?

Thaís: Quando o corpo começa a se movimentar – claro que precisamos manter a regularidade – o nível de tensão no corpo alivia.

A gente sempre pensa em tensão somente como uma tensão doloroso, mas vai além disso. O corpo precisa ter um nível de tônus pra funcionar bem, perceber o corpo com mais prontidão pro meu dia… isso tem a ver com o tônus. 

A maioria já pensa no tônus como musculação, mas não é bem isso. Quando começo a me movimentar, substituo a tensão que me trava, por um tônus que me da prontidão pro dia a dia.

TotalPass: Então qualquer atividade é válida?

Thaís: Claro que precisamos destacar que cada corpo tem uma necessidade biológica diferente. Depois de um check-up, por exemplo, você pode ter uma indicação mais específica para as necessidades do seu corpo.

É preciso pensar no movimento que gera saúde, aquele que você consegue fazer e te mobiliza.

Vamos caminhar um pouco mais, abrir mão do tempo que a gente está em conexão com os aparelhos (Notebook, smartphones e videogames), vamos colocar um pouco mais de exercício, movimento, brincadeiras…

Você pode gostar mais de uma prática mais introspectiva como tai chi, yoga… Ou gastar mais energia com uma dança ou aula de percussão. O importante é estar em movimento.

Assim que começar, você observa o seu biorritmo e vai ajustando. Se o melhor horário é de manhã ou de noite e qual a melhor modalidade para você.