O novo coronavírus trouxe mudanças significativas para a nossa vida econômica, social, ambiental, emocional, profissional, enfim, em praticamente todos os aspectos de nossas vidas. 

O isolamento social foi a principal medida adotada no mundo inteiro para evitar o colapso do sistema de saúde e evitar uma propagação ainda maior do vírus. No entanto, países que sofreram primeiro com a pandemia, já começaram a retornar suas atividades e, em breve, isso também vai acontecer no Brasil. 

A tendência é que a rotina não volte a ser como era antes. Passamos por mudanças significativas, como a transformação digital antecipada em muitas empresas. Por isso, para se adequar ao “novo normal”, separamos algumas dicas de como as empresas e profissionais devem se adaptar para este retorno. Acompanhe!

Quando é a hora de voltar?

A reabertura das empresas após a quarentena depende muito das legislações de cada município. É fundamental que a área de Recursos Humanos acompanhe os decretos de suas cidades para entender se é a hora de voltar ou não. 

Alguns setores podem iniciar antes que outros, podendo ou não tem regras específicas sobre o retorno. O que já pode ser considerado um fato é que o retorno será feito de forma gradual para evitar aglomerações. 

Exemplo de retorno: Volkswagen 

Com as atividades reiniciadas em 18 de maio de 2020, a unidade de São José dos Pinhais da Volkswagen adotou medidas de higiene e segurança baseada nas experiências do grupo na Alemanha e na China:

  • Sinalização e orientações de segurança e higiene;
  • Limitadores de distância nas portarias de entrada e relógios de ponto;
  • Obrigatoriedade do uso de máscaras;
  • Limpeza periódica das dependências das fábricas e escritórios e reforço na desinfecção dos ambientes;
  • Medição de temperatura antes do ingresso em ônibus fretados e na fábrica;
  • Aumento do número de ônibus fretados para garantir o distanciamento das pessoas;
  • Nos refeitórios, uso de luvas para servir-se e demarcação de assentos.

Dicas para a reabertura das empresas e cuidados com os funcionários:

Mesmo com a autorização de reabertura, o momento ainda é muito delicado e alguns cuidados são de extrema importância para preservar a saúde e segurança de todos. Veja algumas dicas para adotar nas empresas durante a reabertura pós-quarentena:

1 – Converse com o colaborador

Converse com os seus colaboradores e entenda seus medos e anseios diante dessa nova realidade. Essa ação ajuda a criar um protocolo mais inclusivo na sua empresa e pode oferecer mais segurança neste retorno.

2 – Tenha um protocolo de segurança

É preciso treinar seus colaboradores para que eles se adaptem ao “novo normal”. Empresas de varejo que precisam atender o cliente, por exemplo, precisam saber das novas práticas de higiene, qual a distância segura e até medir a temperatura dos clientes e entender se eles podem ou não frequentar a loja no momento.

Além disso, a sua empresa deve oferecer máscaras e álcool gel para garantir a segurança dos colaboradores.

3 – Documente suas ações

Documentar as medidas que estão sendo tomadas é fundamental para criar melhores culturas organizacionais e manter os funcionários engajados com a empresa. No futuro, empresas realmente humanizadas, que se preocupam com o bem-estar e segurança de seus funcionários, serão empresas em que as pessoas gostariam de trabalhar.

4 – Cuidados nas áreas comuns

Tudo deverá ser repensado. Quem atua em escritórios, por exemplo, precisará repensar onde cada profissional vai se sentar para não ficar muito próximo uns aos outros. As pessoas vão precisar andar em sentido anti-horário para evitar esbarrões, por exemplo.

Demarcações na fila do elevador e limite de pessoas dentro dele também serão necessários para evitar aglomerações. O álcool gel deverá estar disponível ao entrar e sair do elevador para que as pessoas possam higienizar as mãos. 

Empresas que não seguirem essas regras correm o risco de enfrentarem reclamações graves e ter danos em sua reputação. Além de, claro, exporem seus colaboradores ao risco de contraírem o coronavírus.

5 – Faça rodízios

Uma boa solução para evitar aglomerações é fazer rodízios tanto de equipes, como de horários. Alguns podem entrar mais cedo, enquanto outros podem preferir chegarem mais tarde. Dessa forma, também podem evitar os horários de pico no transporte público.

Sua empresa também pode definir um rodízio de dias para cada equipe trabalhar presencialmente. Enquanto uma equipe vai ao escritório às segundas e quartas, outra equipe pode vir às terças e quintas. Tudo depende de um bom alinhamento com o seu time!

Home office até o final do ano

Apesar do retorno ser uma grande expectativa de muitas empresas, existem outras que decidiram tomar o caminho contrário. O Nubank e a XP Investimentos são exemplos de empresas que já anunciaram que vão manter seus colaboradores em home office até o fim do ano. 

A XP Investimentos tomou a decisão a partir de uma pesquisa com seus colaboradores. O levantamento indicou que 95% dos funcionários gostariam de manter, pelo menos, um dia por semana em home office.

A medida será facultativa, ou seja, o funcionário poderá escolher se trabalhará de casa ou no escritório após o fim da quarentena.

Todas essas dicas e medidas podem ser mais efetivas com a ajuda de cada pessoa. É fundamental segui-las para preservar a saúde e segurança de todos após a quarentena. Mais do que isso, é um ato de solidariedade que mostra que nos oferece uma sensação de comunidade que vai além das redes sociais.

Esperamos que essas dicas sejam bastante úteis para a sua empresa durante o retorno. Caso tenha mais alguma que esquecemos de incluir aqui, deixe nos comentários. Siga-nos também em nossas redes sociais.