Uma pesquisa realizada pela PwC afirma que a partir de 2020, os millennials representarão 50% da mão de obra no mercado de trabalho. Por ser uma geração diferente das que estamos acostumados, as empresas precisam ficar atentas em como atrair e manter esses talentos dentro do seu negócio. Continue a leitura para saber mais! 

Quem são os Millennials?

Os millennials são os jovens adultos nascidos entre 1980 e 2000. Por mais que muitos estudiosos discutam sobre a real data dessa geração, podemos classificá-los como os jovens que nasceram ou cresceram durante o surgimento da internet, vivenciando a evolução de computadores e celulares. 

Só que a experiência tecnológica de alguém que nasceu em 82 é muito diferente de alguém que nasceu em 98, né? 

Por isso, podemos classificar os millennials em dois grupos: old millennials e young millennials. 

Old Millennials

  • Crianças e adolescentes nos anos 90, eles não cresceram com acesso à internet. 
  • Tendem a ser mais colaborativos, flexíveis e otimistas. 
  • Atualmente se preocupam em viajar para o exterior ou comprar uma casa ou apartamento.

Young Millennials

  • Foram crianças e adolescentes nos anos 2000. Já nasceram em um mundo conectado à internet e desde a escola conheceram coisas como smartphones e redes sociais (lembra do MSN e do falecido Orkut?).
  • Tendem a ser mais realistas, questionadores e conscientes quando o assunto é finanças.
  • Tendem a ter menos paciência com anúncios e comerciais.

Apesar de algumas diferenças entre os olds e youngers, eles possuem um ponto muito importante em comum: tiveram fácil acesso à informação, comunicação e conexão com o mundo, por isso, estão acostumados com a agilidade e rapidez.

Como atrair e manter os millennials? 

Entender como os millennials pensam e como eles agem é um ponto fundamental para garantir que a vaga que você oferece a eles seja realmente atraente. Por isso, separamos 5 dicas para te ajudar nesse processo. 

1 – O salário é importante, mas a cultura precisa ser levada em conta 

Para os millennials, o trabalho vai muito além de uma forma de garantir o sustento, ele é uma alternativa de buscar realização pessoal. 

Diferente da geração passada que se sentia realizada ao garantir anos e anos em uma mesma empresa, buscando estabilidade, essa geração enxerga o trabalho apenas como um meio para atingir seus objetivos: intercâmbios, apartamentos, cursos, viagens etc. 

Além disso, enquanto a geração X (anterior) sacrificava tudo por aquele emprego, os jovens adultos não estão dispostos a fazerem o mesmo. Eles tendem a ser mais questionadores e buscam empresas que estão dispostas a ouvi-los.  

Por isso, além da preocupação com o salário, a maioria busca empresas com uma cultura organizacional bem estruturada e com valores bem alinhados com seus ideais. Dessa forma, fica mais fácil dessa geração se identificar e se engajar com os objetivos da empresa. 

A pesquisa realizada pela PwC relata que essa geração está comprometida com o seu aprendizado e desenvolvimento pessoal e esse é o primeiro benefício de escolha que eles têm sobre seus empregadores. 

76% dos millennials reportam altos níveis de satisfação ao trabalhar em ambientes onde existe uma cultura de empresa criativa e inclusiva – Deloitte

Isso não significa que o salário não seja relevante, mas as empresas precisam garantir um espaço em que eles possam opinar e que tenham autonomia para aplicar suas ideias.

2 – Ofereça feedbacks regularmente

Os millennials acreditam que a relação entre eles e o líder deve ter respeito e admiração mútuo.

Aquela gestão engessada na vertical já não funciona tão bem com os millennials. Empresas que adotam modelos de gestão horizontais tendem a ter a cultura de hierarquização menos presente, dando mais espaço para o trabalho em equipe. 

Diante deste cenário, os millennials precisam de espaço e apoio dos líderes. Para isso, é importante que eles ofereçam aos seus colaboradores, a oportunidade de entender como a empresa tem enxergado o seu trabalho, quais os principais pontos de destaque e pontos a melhorar. 

O feedback deve ter certa frequência para que o colaborador e o líder consigam alinhar expectativas, ações e consequências do trabalho. Ele pode ser realizado em sessões curtas e sem muita formalidade, sempre respeitando o espaço do profissional. 

3 – Ofereça horários e locais mais flexíveis

Maneiras de atrair e manter millennials na empresa

Flexibilizar locais e horários de trabalho é uma ótima maneira de reter os millennials na sua organização. Devido ao avanço da tecnologia, muitas tarefas e reuniões podem ser realizadas à distância. 

Em muitas empresas, principalmente em startups, não existe mais um horário fixo de trabalho. Isso oferece maior autonomia para que os colaboradores conciliem a sua rotina profissional com as atividades pessoais. 

Desde que os resultados sejam entregues, por que não entrar mais tarde ou sair mais cedo? 

Falando em flexibilidade, permitir o home office algumas vezes ou todos os dias da semana também é uma ótima forma de deixar a rotina dos millennials mais cômoda e dinâmica. 

Se a atividade profissional pode ser feita em qualquer ambiente, por que ele precisa se deslocar, gastar tempo e dinheiro com transporte se ele pode fazer a mesma coisa no conforto de casa? Sim, eles vão questionar isso. E sim, você pode se adiantar e oferecer esse comodismo a eles. 

4 – Integração da tecnologia 

Os millennials cresceram vendo a evolução da tecnologia, aprenderam com ela e são muito adeptos a ela. Por isso, eles esperam poder usar a tecnologia em sua área de atuação. A PwC confirma: 75% dos millennials acreditam que utilizar a tecnologia no trabalho os torna mais eficientes. 

Contar com ferramentas digitais deixa a rotina de trabalho muito mais fácil, reduzindo as cargas de tarefas operacionais e repetitivas e dando mais espaço para planejamento e ações estratégicas. 

Além disso, a comunicação interna e externa também pode ser facilitada: chats, redes sociais, e-mails, ligação, videoconferência… 

5 – Qualidade de vida em primeiro lugar  

Essa é uma exigência dos millennials: a empresa precisa promover o bem-estar físico, mental e social dos profissionais millennials. 

Manter um clima positivo no dia a dia e realizar eventos que aproximem os colaboradores é uma das maneiras de influenciar a qualidade de vida no trabalho. Aproveite as datas comemorativas para fazer uma festa ou combine happy hours de aniversário.

Outra maneira de melhorar a qualidade de vida desses profissionais é incentivando a prática de atividades físicas. Oferecer um convênio com academias é uma dessas alternativas. A TotalPass, por exemplo, oferece academias de qualidade por mensalidades mais acessíveis aos colaboradores de empresas conveniadas. 

Quais os benefícios de incentivar a prática de exercícios físicos aos colaboradores? 

De acordo com o Ministério da Saúde Brasileiro, a prática de atividades físicas pode oferecer: 

  • Melhora do condicionamento muscular e cardiorrespiratório;
  • Redução do risco de doenças cardiovasculares, diabetes, osteoporose, fibromialgia, alguns cânceres, entre outras doenças;
  • Melhora da saúde mental e do humor;
  • Redução do estresse;
  • Controle da pressão arterial e níveis de açúcar no sangue;
  • Melhora em quadros de depressão;
  • E muito mais!

Gostou desse artigo? Quer saber mais sobre os millennials? Deixe nos comentários. Ficaremos felizes em te ajudar!