Sabemos que o banco de horas dos colaboradores pode ser um grande problema ao setor de RH e, entender as causas dessas faltas constantes, pode ser o início da resolução do problema. E esse inconveniente tem nome: absenteísmo.

O que é absenteísmo?
O que é absenteísmo e o que fazer para diminuí-lo? / Reprodução: Canva

Mas o que é absenteísmo afinal? E quais as consequências que ele pode causar na sua empresa?

O que é absenteísmo?

Absenteísmo, ou ausentismo, é o hábito de faltar ao trabalho ou de estar ausente, como atrasos por exemplo. 

E por que combater o absenteísmo na empresa? As consequências de faltas constantes por parte dos funcionários podem ser bem negativas, prejudicando metas, prazos e entregas.

Mas não é só isso. Um colaborador que falta muito pode prejudicar uma equipe inteira, já que os outros integrantes do grupo ficarão mais sobrecarregados e estressados, podendo diminuir a qualidade do trabalho e até gerar um mal estar entre colegas.

E o que acarreta a ausência de um colaborador para a empresa?

Quais as consequências do absenteísmo para a empresa?

Um funcionário com muitas faltas pode aumentar os custos de operação, o número de horas extras praticadas por outros colaboradores, mais clientes insatisfeitos, entre outros problemas.

Além disso, pode gerar um mal estar entre os colegas de trabalho, que poderão desenvolver um sentimento de “injustiça” perante o colega.

Porém, existem maneiras de a empresa contornar essas situações.

Segundo a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), são consideradas absenteísmo saídas antecipadas ou intermediárias, atrasos, suspensões disciplinares e atestados médicos parciais ou integrais.

É claro que existe um bom senso por parte da empresa também, principalmente se o colaborador faltou ao trabalho por motivos de doença. Por isso, deve-se avaliar cada caso isoladamente.

Cada empresa pode decidir como contornar as situações de absenteísmo. Se o funcionário tiver poucas faltas, pode-se combinar algum trabalho extra para compensar. No caso de atrasos, trabalhar com um banco de horas pode auxiliar o colaborador a se organizar.

Caso existam muitas faltas injustificadas, como faltar por dias consecutivos e sem avisar, o colaborador pode até ser dispensado por justa causa.

Como medir o absenteísmo da minha empresa?

Como medir o absenteísmo da minha empresa
Como medir o absenteísmo da minha empresa

É possível medir o absenteísmo dos seus colaboradores ou até mesmo da empresa no geral. A partir de um cálculo feito, você encontra uma taxa percentual das ausências e, assim, pode analisar se ela está alta ou não – e se é hora de agir.

A fórmula que as empresas utilizam para encontrar a taxa de absenteísmo é: 

Tempo perdido por ausências

—————————————- x 100 = % de absenteísmo 

Horas normais

Vamos supor que a sua empresa tenha 20 funcionários que trabalham por 8 horas diárias, durante 5 dias na semana, em quatro semanas ao mês. Nesse caso, a equipe trabalha por 3.200 horas mensais. 

Agora vamos imaginar que 5 pessoas faltaram um dia durante o mês, ou seja, foram perdidas 40 horas no mês. Vamos considerar também que os atrasos e saídas antecipadas de todos os colaboradores resultem em 2 horas no mês. Logo, teremos 42 horas perdidas no total. 

Agora, basta dividir a quantidade de horas perdidas pelo número total de horas que deveria ter sido trabalhado e multiplicar por 100. Ou seja, 42/3200 x 100 = 1,3% de absenteísmo nessa empresa do exemplo. 

Dados da Associação Brasileira de Controle da Qualidade (ABCQ) indicam que um nível aceitável de absenteísmo gira em torno de 1,5%, mas isso depende de cada empresa, pois algumas costumam ser mais flexíveis que outras, então tudo pode ser debatido internamente.

5 passos para combater o absenteísmo no trabalho

Antes de pensar em estratégias para eliminar (ou diminuir) o absenteísmo na sua empresa, deve-se procurar entender o porquê ele está acontecendo.

Existem diversos motivos que podem levar o colaborador a se ausentar do trabalho, como problemas financeiros, familiares, pessoais, de saúde e até por conflitos na equipe. Por isso, procurar identificar a causa dessa ausência é muito importante.

Identificado o motivo das faltas, você pode começar a pensar em estratégias para diminuir o absenteísmo na sua empresa. Veja algumas dicas que separamos.

1. Invista no bem-estar do colaborador

Muitas empresas, especialmente as startups, investem em mesas de sinuca, puffs, espaço de descanso ou ping-pong para melhorar o bem-estar do colaborador e promover um ambiente mais descontraído e relaxante.

No entanto, antes de pensar em itens diferenciados, é preciso que os aspectos básicos sejam funcionais: as cadeiras estão confortáveis? Os colaboradores estão usando todos os equipamentos de proteção? As mesas estão na altura ideal e a iluminação é adequada? 

Esse investimento promove mais qualidade de vida e colabora com a saúde dos colaboradores, pois ajudam a prevenir doenças e acidentes de trabalho. 

2. Mantenha treinamentos e feedbacks constantes

Determine uma data fixa para conversar com sua equipe individualmente, podendo ser um café da manhã trimestral, por exemplo. Questione o profissional sobre fatores que podem estar prejudicando a produtividade, ouça as reivindicações e entenda quais medidas simples e eficazes poderiam ser aplicadas na sua empresa. 

Oferecer cursos, palestras e/ou treinamentos com conteúdos relevantes para cada área ou alguns discursos motivacionais também contribuem para manter o profissional mais motivado com a empresa. 

3. Ofereça um plano de carreira para os trabalhadores

Muitos profissionais buscam o desenvolvimento profissional dentro de uma empresa e, quando sentem que estão estagnados na carreira, podem se desmotivar.

Por isso, mostrar que é possível crescer na empresa por meio de um plano de carreira pode ser motivador para a maioria dos colaboradores.

Pessoas que não sentem que podem agregar na empresa podem cair no absenteísmo, porque, além de estarem desmotivadas, podem estar à procura de outro emprego.

E, normalmente, o desligamento desses funcionários com a sua empresa não acontece de uma hora para outra. Alguns sinais são dados antes, como faltas, atrasos, desmotivação e má relação com os colegas.

4. Proporcione planos de saúde para o colaborador

Prevenir é sempre melhor do que remediar. Por isso, quando a empresa oferece o plano de saúde, ela tem a oportunidade de prevenir doenças mais graves que possam afastar o colaborador durante dias ou até semanas.

Além disso, o funcionário se sente mais valorizado pela empresa, que está preocupada com sua saúde.

Você também pode oferecer outros benefícios além do tradicional plano de saúde, como plano odontológico por exemplo.

Com essa ferramenta, é possível melhorar a qualidade de vida do colaborador e tratar possíveis transtornos.

5. Invista em saúde mental e física

Um dos principais motivos do aumento do absenteísmo são os problemas familiares, psicológicos, estresse e/ou desgaste físico. Por isso, é fundamental investir em ajuda terapêutica aliada à prática de exercícios físicos. 

A prática de atividades físicas são importantes aliadas ao bem-estar, pois podem melhorar a saúde mental e o humor, reduzir o estresse, ajudar a controlar a pressão arterial e o nível de açúcar no sangue, melhorar quadros depressivos, aumentar a autoestima, o condicionamento muscular e cardiorrespiratórios e muito mais. 

E você sabia que pode oferecer um benefício corporativo de saúde física e mental para os seus colaboradores?

Com a TotalPass, o seu colaborador terá acesso a mais de 2.500 academias e estúdios em todo o Brasil, além de diversos benefícios, como descontos em grandes marcas pelo TP Clube e dicas de treino em casa e alimentação no Queima Diária.
Incluir um benefício corporativo de atividade física para os seus colaboradores poderá ajudar a diminuir o absenteísmo, pois além de ser uma forma de incentivo ao bem-estar e à saúde, também torna os funcionários mais motivados e felizes.

Benefícios de melhorar o absenteísmo
Melhorar o absenteísmo pode trazer muitos benefícios para a sua empresa / Reprodução: Canva

O absenteísmo não deve ser analisado isoladamente, pois normalmente ele é um sintoma de algo que está acontecendo na empresa e que precisa ser observado. Estar atento aos seus colaboradores é o primeiro passo para diminuir a taxa de ausentismo.

Acompanhe a TotalPass

Gostou do nosso estudo? Confira todos os nossos conteúdos nas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Para conhecer mais sobre os nossos planos e as redes parceiras, clique aqui.

E aí, bora?