Devido à adesão ao home office, muitas empresas pausaram os seus processos de recrutamento e seleção. Entretanto, isso não é necessário, uma vez que há diversas formas de fazer o recrutamento online, com ajuda de recursos proporcionados pela tecnologia. 

Confira as vantagens do recrutamento virtual e veja como fazê-lo de maneira eficiente! 

Recrutamento online: vantagens

Ao fazer o recrutamento e a seleção à distância, é possível contar com muito mais ferramentas para a avaliação dos candidatos, contribuindo para uma decisão mais embasada e assertiva. 

Além disso, não é preciso verificar uma pilha de currículos. Com as plataformas virtuais, existe a opção de buscar palavras-chave entre todos os currículos cadastrados. Por exemplo, ao filtrar a palavra “Marketing”, apenas os currículos com essa palavra aparecerão. 

Outras grandes vantagens são a otimização do tempo e o alto alcance, oferecendo a possibilidade de reter talentos mais facilmente para futuras oportunidades. 

Recrutamento online: como funciona?

Saiba como fazer um recrutamento online em cinco passos! 

#1 Utilize sites de currículos

Quando o assunto é como fazer recrutamento à distância, há inúmeros sites em que os candidatos podem cadastrar os seus respectivos currículos e descrever as suas habilidades: Vagas.com, Catho, InfoJobs, Trampos.co, Indeed, entre outros. 

Portanto, o primeiro passo está na abertura de vagas nas plataformas escolhidas. A gestão das vagas é muito importante e, por isso, não é recomendável utilizar muitos sites de uma só vez. 

#2 Divulgue as vagas nas redes sociais

Segundo o Employer Branding, a atração e captação de candidatos é uma das etapas primordiais para o sucesso do processo seletivo. Afinal, ela só irá acontecer de maneira eficiente se houver um número considerável de pessoas interessadas. 

O recrutador pode divulgar as vagas nas redes sociais da empresa, com destaque para o LinkedIn, que possui uma área exclusiva para divulgação e inscrição. 

#3 Defina os meios de seleção

Existem duas maneiras de definir os métodos de seleção: padronizar as etapas ou escolher aqueles que fazem sentido para cada vaga. 

Alguns exemplos são os seguintes. 

  • Teste de personalidade.
  • Prova de raciocínio lógico.
  • Prova de conhecimentos técnicos desejáveis.
  • Exames de proficiência em idiomas.
  • Questionários.

Vale destacar que essa etapa precede as entrevistas online, sendo uma forma de eliminar os inscritos não alinhados com os critérios da empresa. Desse modo, as entrevistas acontecem com um número menor de pessoas, para não levar tanto tempo. 

#4 Entrevistas online

Nas entrevistas online, é possível conhecer o candidato e avaliar melhor os critérios. Skype, Zoom e Hangouts são exemplos de plataformas bastante usadas que permitem realizar chamadas de vídeo. 

Outras ferramentas úteis nessa fase são os softwares de análise comportamental, feitos para complementar a decisão após a chamada de vídeo. 

#5 Análise dos resultados

O último passo do recrutamento online está na análise dos resultados, escolhendo os inscritos mais alinhados com as expectativas e a cultura organizacional da empresa. Também é o momento do controle das vagas abertas, em espera e fechadas, bem como os seus respectivos prazos.