Conviver com transtornos alimentares é muito delicado. Além de afetar a saúde mental, essas doenças podem causar sérios problemas físicos para os pacientes.

Saiba o que são os transtornos alimentares
Saiba o que são transtornos alimentares e a relação com saúde mental

Existem inúmeros motivos para uma pessoa adquirir transtornos alimentares durante a vida. Seja pressão estética, problemas de autoestima ou até mesmo distúrbios psicológicos, conviver com essa disfunção é um desafio diário.

Muitos fatores podem ser gatilhos e desencadear um problema alimentar na vida de alguém. Seja uma piada de mau gosto, um comentário aleatório ou até mesmo pressão familiar. Existem inúmeros motivos pelo qual uma pessoa começa a se incomodar com o seu corpo.

Muitas pessoas acham que “tudo bem” querer mudar uma ou outra coisa no próprio corpo. Porém, quando essa vontade ultrapassa as barreiras do saudável e leva a consequências físicas e psicológicas na vida de alguém, é necessário uma intervenção.

Quer saber mais sobre os perigos dos transtornos alimentares e qual a relação deles com a saúde mental? Continue a leitura.

O que são transtornos alimentares?

Os transtornos alimentares são doenças relacionadas à alimentação e o próprio corpo. São distúrbios extremamente graves, que afetam não apenas a forma com a qual o indivíduo lida com a comida, mas sim influenciam em toda a rotina e autoimagem do paciente.

Esses transtornos geralmente começam no início da adolescência e, quando não tratados de forma correta, podem se perpetuar por toda a vida adulta. Porém, eles não têm uma idade certa para se manifestarem. Essas doenças podem afetar desde crianças até idosos. 

Muitas vezes, os transtornos alimentares se manifestam junto com outros distúrbios psiquiátricos, como ansiedade ou depressão.

Ou seja, a pessoa precisa lidar com dois (ou mais) problemas ao mesmo tempo: cuidar da própria mente para controlar a ansiedade e conseguir encontrar um equilíbrio entre a relação com a comida e o próprio corpo.

Existem muitas camadas que cercam o transtorno alimentar. É um problema muito sério, que pode destruir muitas vidas já que, dependendo do grau do indivíduo, ele pode ficar hospitalizado e perder muitas vitaminas essenciais para o corpo.

Indique sua academia

A verdade é que um dos maiores culpados pelos transtornos alimentares é o padrão de beleza e a busca impossível pelo “corpo perfeito”.

Ainda mais nos últimos anos, com a ascensão das redes sociais, as pessoas se comparam cada vez mais com padrões irreais que são propagados pela mídia. Por isso, muitas meninas e meninos adolescentes adquirem transtornos alimentares, pois buscam por uma estética irreal. 

E, claro, tudo isso somado aos problemas psicológicos que podem ser o resultado de inúmeros fatores incontroláveis também. 

Ter transtornos alimentares é uma batalha difícil de ser travada. Existem diversos pontos muito profundos que precisam ser analisados por um profissional especialista que certifique esse tipo de problema. 

Quais os principais transtornos alimentares?

Saiba os principais transtornos alimentares
Saiba quais os principais transtorno alimentares

Existem diversos tipos de transtornos alimentares, cada um com suas particularidades. Eles possuem apenas um ponto em comum que é a relação dos pacientes com a comida. Conheça os principais!

Anorexia 

A anorexia é um dos transtornos alimentares mais famosos e mais letais. Isso porque, a pessoa diagnosticada com esse distúrbio, evita ingerir qualquer tipo de alimento. Ou seja, ela simplesmente não come nada até ficar com tanta fome a ponto de passar mal. 

A anorexia nervosa atinge 1 em cada 100 mulheres no Brasil e é um problema muito sério. As pessoas diagnosticadas com esse distúrbio pesam, no mínimo, 15% a menos do que o ideal para a idade e altura.

Além de não comer, as pessoas com anorexia têm uma certa obsessão pela magreza e exageram na dose de exercícios físicos, remédios e podem até mesmo provocar o próprio vômito após fazer uma refeição.

Se não tratada corretamente, com o passar do tempo, as pessoas com anorexia podem desenvolver sintomas de inanição. Isso porque, como não existe uma alimentação saudável e regrada, os ossos perdem o cálcio, a menstruação pode parar, a anemia vira uma realidade e os índices de respiração, pulso e pressão sanguínea caem, além dos cabelos e unhas quebradiços.

Bulimia 

A bulimia também é um transtorno muito conhecido e atinge em sua maioria mulheres também. Neste transtorno, diferentemente da anorexia, a pessoa come normalmente e pode até exagerar nos doces e carboidratos. O problema é que ela vomita tudo o que ingeriu logo em seguida para impedir o ganho de peso. 

A bulimia é marcada por fases de compulsão. Os pacientes podem ficar dias sem comer direito e, quando a compulsão bate, sente necessidade de comer tudo o que vê pela frente, levando ao vômito. 

Esse transtorno também se pauta, principalmente, pelo medo da obesidade, o que leva as pessoas a não comerem e, quando comem, optam por vomitar todo o alimento ingerido. Geralmente, as pessoas com bulimia também possuem anorexia nervosa, já que um distúrbio integra o outro. 

Ou seja, o indivíduo passa dias e até mesmo semanas sem comer e fazendo dietas mirabolantes e, quando ingerem alguma comida no organismo, a pessoa opta por tirar tudo por meio do vômito. 

Compulsão alimentar 

A compulsão alimentar é um transtorno que consiste em episódios frequentes de exagero na comida. O indivíduo tem consciência de que come exageradamente, mesmo quando está sem fome. A diferença desse distúrbio para os outros é que, na compulsão, não existe o desejo de comportamentos compensatórios, como vômitos ou uso de remédios. 

A pessoa simplesmente perde o controle do que ingere e tem um desejo de comer o tempo todo, além de comer muito rápido qualquer coisa. 

A compulsão alimentar, quando não tratada, pode levar a problemas sérios, como diabetes e obesidade. 

Como tratar um transtorno alimentar?

O melhor tratamento para todos os tipos de transtornos alimentares é o acompanhamento psicológico com um profissional. Principalmente quando combinadas com outros distúrbios, como depressão e ansiedade

A terapia somada à um profissional de nutrição é essencial para cuidar de casos como os citados acima. Existem casos mais graves que necessitam de medicamentos, por isso, os exames são fundamentais. Se você sofre ou conhece alguém com algum desses sintomas, pense que é fundamental buscar ajuda profissional e nada de julgamentos.

Acompanhe a TotalPass!

Gostou desse conteúdo? Confira também nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Para conhecer mais sobre os nossos planos e as redes parceiras, clique aqui.

Baixe agora mesmo o aplicativo TotalPass no Android ou iPhone e comece a aproveitar as vantagens exclusivas. 

Até a próxima!

Agora tudo pode, Agora é TotalPass