Você já ouviu falar sobre procrastinação? Provavelmente, você já praticou essa ação pelo menos alguma vez na vida.

Conheça o que é e quais as consequências da procrastinação

Quantas vezes você já deixou algo para última hora? Não porque você não teve tempo de fazer antes, mas, sim, porque ficou enrolando ou se distraiu com outras coisas?

Procrastinar é um hábito muito comum, especialmente entre os brasileiros. Com o famoso “jeitinho”, é possível conseguir entregar até mesmo as coisas mais difíceis em um prazo mais curto. 

O problema é quando essa ação se torna recorrente e aí você vira um procrastinador de verdade e começa a atrasar todas as coisas: desde as tarefas mais simples até mesmo algum compromisso importante. 

Quer saber mais sobre a procrastinação e suas consequências? Continue a leitura! 

O que é procrastinação? 

De forma resumida, procrastinar é o ato de deixar para depois algo que poderia (ou deveria) ser feito no momento. O indivíduo adia a ação por horas, dias e, em alguns casos, até meses. 

Isso pode acontecer em qualquer âmbito da vida: você pode procrastinar para entregar aquele relatório no trabalho ou para limpar a casa. A essência da procrastinação é simplesmente enrolar até não poder mais. 

Essa ação não é uma doença em si, mas pode ser um dos sintomas de algum problema mais sério que precisa ser tratado e acompanhado profissionalmente. Pode ser um indício de doenças mentais como depressão e ansiedade ou pode ser apenas um hábito que é preciso corrigir no dia a dia. 

Muitas vezes, a rotina pode virar um ciclo vicioso e nocivo. Fazer a mesma coisa todos os dias pode ter um efeito negativo na vida das pessoas, e muitas delas se tornam procrastinadoras por conta disso.

Os procrastinadores, em sua maioria, sabem que são capazes de terminar a tarefa no prazo, mesmo que comecem a desenvolvê-la em cima da hora. Por isso, eles buscam qualquer outra coisa para fazer no “tempo ocioso” e enrolam para começar as obrigações. 

Hoje em dia, ainda mais com a tecnologia e o mundo cada vez mais conectado, é muito fácil perder o foco e se distrair com coisas fúteis, deixando o que realmente importa de lado. 

Apesar de parecer inofensiva a princípio, a procrastinação pode levar a uma série de consequências para a vida de cada um. 

Quais as consequências da procrastinação?

Saiba as consequências da procrastinação
Quando não controlada, a procrastinação pode gerar ansiedade e estresse

Tudo bem estar cansado. A rotina agitada do trabalho e das tarefas domésticas muitas vezes pode ser maçante. Se manter focado todos os dias por muito tempo é um desafio para a grande maioria das pessoas. 

O problema é quando essa rotina maçante começa a afetar a produtividade e a saúde mental de cada um. Geralmente, as pessoas buscam uma distração através das telas, o que proporciona ainda menos tempo livre para nós. 

Em um primeiro momento, pode parecer uma ótima ideia descansar a mente por algumas horas e depois voltar para as obrigações. O problema é que isso se torna um ciclo vicioso, causando estresse e perda de autocontrole. 

Estresse porque, apesar de ter tido tempo, o procrastinador decide deixar tudo para a última hora, causando uma pressão de término e um estresse desnecessário para ele. 

Dentre as principais consequências da procrastinação, destacam-se: 

Desânimo 

Nas primeiras vezes, pode parecer legal para o indivíduo “empurrar as tarefas com a barriga” e ainda assim conseguir entregar tudo. O problema é que essa atitude é um reflexo direto do desânimo diário causado pela rotina corrida. Com o passar dos dias, a pessoa pode entender que está desperdiçando o seu tempo e deixando de cumprir com suas metas, mas não sabe o que fazer para mudar esse cenário, criando um ciclo vicioso. 

Sentimento de culpa 

Complementando o primeiro tópico, junto com esse ciclo vicioso vem o sentimento de culpa que as pessoas sentem por estarem navegando nas redes sociais ao invés de concluir um projeto, por exemplo. Essa culpa, com o tempo, evolui para uma grande frustração e pode gerar crises de pânico e ansiedade quando não tratadas. 

Estresse 

Quanto mais uma pessoa procrastina, maior fica a lista de tarefas diárias dela, já que as demandas não param de surgir, seja em casa ou no ambiente profissional. Com o tempo, tudo isso vira uma bola de neve e o indivíduo passa a começar e terminar o dia com projetos inacabados. 

Em algum momento, a pessoa começa a pensar em tudo o que poderia ter feito, aumentando ainda mais o estresse e gerando uma crise de ansiedade que, com o tempo, pode evoluir para um quadro de depressão ou síndrome do pânico. 

Falta de energia 

Muitas pessoas se questionam porque o procrastinador simplesmente não quebra o ciclo, mas não é tão simples assim. Um indivíduo que está constantemente fazendo tarefas sob pressão e com um prazo apertado não tem energia para nada. O sentimento de angústia pode fazer com que a pessoa pare de enxergar perspectivas de mudança, acumulando ainda mais tarefas e voltando para o ciclo.

Indique sua empresa

Como mudar esse cenário? 

Existem algumas atitudes que os procrastinadores podem ter que ajudam a quebrar o ciclo, como: 

  • Criar uma rotina diária; 
  • Anotar tudo o que precisa ser feito e deixe em um lugar visível; 
  • Fazer as coisas mais urgentes na hora; 
  • Afastar as distrações; 
  • Conhecer a sua hora mais produtiva; 
  • Entender seus gatilhos; 
  • Fazer uma lista de prioridades; 
  • Definir horários específicos para fazer cada coisa; 
  • Começar o dia com uma atividade física
  • Fazer pequenas pausas diárias para relaxar. 

A procrastinação, quando não entendida e tratada, pode se tornar um problema a longo prazo para as pessoas. Por isso, se você se sente preso neste ciclo, busque ajuda de um profissional na área. 

Acompanhe a TotalPass!

Gostou desse conteúdo? Confira também nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Para conhecer mais sobre os nossos planos e as redes parceiras, clique aqui.

Baixe agora mesmo o aplicativo TotalPass no Android ou iPhone e comece a aproveitar as vantagens exclusivas. 

#FocoTotalEmVocê

Agora tudo pode, Agora é TotalPass