Com um mundo cada vez mais conectado, o aumento do uso de telas por crianças e adultos se tornou quase inevitável. Porém, você sabia que o uso excessivo de telas pode prejudicar a saúde mental?

O uso excessivo de telas pode prejudicar a saúde mental
O uso excessivo de telas pode prejudicar sua saúde mental

A tecnologia facilitou muito a vida de todo mundo, inclusive gerando muitos empregos. Apesar das telas também ajudarem pessoas que moram longe a se conectarem, por meio de chamadas de vídeo, por exemplo, elas também viciam e afastam quem está, de fato, perto.

Um estudo feito pela Canadian Journal of Psychiatry mostrou que, quanto maior o uso de telas, maior o nível de ansiedade entre os adolescentes.

Além dos distúrbios psicológicos já conhecidos, como a ansiedade, o uso de telas também pode prejudicar o nosso sistema biológico. 

Um dos exemplos disso é quando utilizamos o celular um pouco antes de dormir: a luz azul da tela envia um sinal ao nosso organismo de que ainda é dia, o que faz com que tenhamos dificuldade para pegar no sono.

Mas como o uso excessivo de telas pode influenciar nossa saúde mental? E como podemos diminuir o uso, já que hoje é tão difícil viver sem? Continue a leitura e descubra!

Saúde mental e o uso de telas

O uso de telas afasta quem está perto
Usar excessivamente telas pode fazer você se afastar de quem está perto

O uso de telas pode ser considerado um vício e já existe até um nome para quem tem medo de ficar longe delas: a nomofobia. Ela pode gerar sintomas físicos como falta de ar, taquicardia, sudorese, ansiedade, irritabilidade, hiperatividade e até problemas gastrointestinais – muitos deles parecidos com crises de ansiedade e com o uso de drogas abusivas.

Outro fator que leva ao vício nas telas é a liberação de dopamina, substância química responsável pelo prazer e muito comum no vício de drogas e álcool. Ao longo do tempo, a pessoa precisa de cada vez mais tempo em frente às telas para que satisfaça o mesmo prazer de antes.

Assim, o cérebro fica querendo cada vez mais recompensas que likes nas redes sociais e jogos podem oferecer. Quando isso é oferecido a crianças e adolescentes que ainda estão em desenvolvimento, é pior ainda.

Além de restringir as possibilidades de amadurecimento do cérebro de forma mais saudável, isso também afasta as crianças e adolescentes do mundo real, limitando as horas de leitura e de atividades físicas, por exemplo.

Já o uso excessivo de redes sociais pode trazer problemas como ansiedade e excesso de comparação com os outros. Ficamos ansiosos por vermos os outros com uma “vida de sucesso”, enquanto temos a tendência de acharmos a nossa ruim.

Outra consequência da ansiedade é estarmos sempre disponíveis para responder mensagens, pois achamos que é tudo urgente: a mensagem do WhatsApp, o e-mail do trabalho ou qualquer outra notificação.

Como limitar o uso de telas?

Sabemos que hoje é praticamente impossível viver sem telas. Seja para trabalhar ou apenas passar um tempo, os smartphones e tablets estão muito presentes em nossa vida. Por isso, eliminar o uso deles é praticamente impossível.

Mas existem algumas atitudes que você pode tomar para, pelo menos, reduzir o uso de telas – melhorando a sua saúde mental.

Indique sua academia

Utilize o tempo de lazer de outra maneira

Muitas pessoas que já trabalham na frente do computador acabam utilizando seu tempo de lazer ainda com as telas: rolando o feed do Instagram, vendo um seriado ou jogando algum jogo.

Por isso, procure por outras atividades longe das telas no seu tempo de folga, como ler um livro físico, caminhar em parques ou praticar alguma atividade física, ou incentive seu filho a jogar bola ou passar um tempo com os amigos.

Diminua o uso de telas antes de dormir

Casal usando tela antes de dormir
Usar tela antes de dormir pode prejudicar o sono

Usar telas antes de dormir pode ser muito prejudicial ao sono, já que nosso corpo entende que ainda é dia e não libera adequadamente melatonina, hormônio essencial para uma boa noite de sono.

Por isso, praticar a higiene do sono e não consumir nenhum conteúdo on-line, pelo menos, duas horas antes de dormir é essencial para dormir bem.

Faça pequenos intervalos das telas durante o dia

Mesmo que você esteja trabalhando o dia inteiro na frente do computador, procure fazer pequenos intervalos das telas. Por exemplo, feche os olhos por alguns segundos ou mire “o infinito” olhando uma janela, por exemplo.

Também procure piscar mais vezes nesse tempo de reflexão para lubrificar seus olhos, já que, ao usarmos telas, acabamos piscando menos.

Diminua a intensidade da luz azul nos dispositivos

Muitos dispositivos possuem a configuração de diminuir a intensidade da luz azul durante à noite. Você, inclusive, pode até deixar automático que o dispositivo faça isso sozinho estipulando um horário.

Assim, ao usar seu smartphone ou tablet em horários noturnos, você estará sofrendo menos com os efeitos da luz azul.

Desative as notificações no celular

As notificações no celular podem causar grande ansiedade, pois tendemos a achar que tudo precisa ser respondido na hora e ficamos cada vez mais acelerados.

Na maioria das vezes, as mensagens não são urgentes. Por isso, desativar as notificações pode ajudar você a ter um dia a dia mais tranquilo.

Estipule um tempo máximo nas telas

Estabeleça um tempo máximo de uso de telas fora do horário de trabalho e procure cumpri-las. Aos finais de semana, que o tempo de trabalho é menor, procure respeitar esse limite de horas no uso de telas apenas por entretenimento.

A Academia Americana de Pediatria e a Sociedade Pediátrica Canadense recomendam, no máximo, o uso de duas horas de telas para crianças.

Cuidar do tempo de uso de telas fora das atividades profissionais pode trazer benefícios para a sua saúde mental, já que o uso excessivo de tablets e smartphones está associado a um aumento dos níveis de ansiedade. Usada com moderação, a tecnologia pode ser muito positiva na sua vida.

Acompanhe a TotalPass

Gostou do nosso estudo? Confira todos os nossos conteúdos nas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Para conhecer mais sobre os nossos planos e as redes parceiras, clique aqui.

E aí, bora?

Agora tudo pode, Agora é TotalPass