Mulheres grávidas no mercado de trabalho enfrentam muitos desafios ainda nos dias atuais, como preconceito ou precariedade das políticas trabalhistas. Isso sem contar o receio que a mulher pode ficar durante a licença maternidade, pois até hoje, ainda existem empresas que fazem o desligamento da profissional em seu retorno ao trabalho. Por isso, desenvolvemos este artigo para ajudar os profissionais de recursos humanos a evitarem esse tipo de preocupações e constrangimentos, e garantirem uma gestão mais humanizada.

Uma mulher grávida no trabalho pode sofrer muito preconceito
Saiba quais os desafios que mulheres grávidas enfrentam no trabalho

Além de ter que conciliar a rotina profissional com a vida pessoal, as mulheres passam por muitas situações desagradáveis no ambiente de trabalho, especialmente quando estão grávidas. 

Mesmo a maternidade sendo um dos momentos mais importantes para uma mulher, os desafios do mercado de trabalho podem tornar essa experiência um pesadelo no âmbito profissional. 

Além da falta de flexibilização, as empresas precisam cada vez mais começar com um plano de inclusão eficiente para que as gestantes e mães para que não sejam tão negligenciadas no trabalho.

Quer saber como a sua empresa pode fazer a diferença e começar a implantar essas pautas no dia a dia? Continue a leitura! 

Quais os principais desafios para uma mulher grávida no trabalho? 

Conciliar a maternidade e o trabalho é um desafio muito grande para as mulheres. De acordo com uma pesquisa realizada pela Catho, 30% das mulheres profissionais já deixaram o mercado para se dedicarem aos filhos, um número 4 vezes maior do que os homens, que foram apenas 7%. 

Além disso, o site Trocando Fraldas realizou outro levantamento com diversas mulheres profissionais e a pesquisa revelou que três em cada sete mulheres sentem medo de engravidar e serem demitidas. 

Isso tudo acontece por conta de barreiras estruturais e problemas que já estão enraizados na cultura trabalhista do Brasil

Porém, os tempos estão mudando e as pessoas estão escolhendo as empresas pelos benefícios e não só pelo salário, como era até pouco tempo atrás. 

Para não perder possíveis candidatas e reter ainda mais os colaboradores na empresa, os RHs estão começando a fazer alterações no culture code empresarial, para que não ocorram injustiças e todos se sintam incluídos no ambiente de trabalho. 

Existem diversas ações que a sua empresa pode começar a fazer para participar dessa mudança emergente no mercado! Conheça algumas.

Pare de fazer perguntas constrangedoras na entrevista 

Não faça perguntas constrangedoras na entrevista de emprego e foque na carreira da mulher.

Infelizmente, até hoje, ao participar de uma entrevista de emprego, as mulheres são questionadas se estão grávidas ou se existe alguma chance de engravidar. Ou, se tem filhos, a pergunta é quem cuida deles quando elas não estão disponíveis. 

Além de constrangedoras, essas perguntas não dizem nada sobre a capacidade profissional da candidata em questão, que deveria ser o foco principal de uma entrevista de emprego. Por isso, ao começar um processo seletivo, priorize questões que contam mais sobre a carreira da pessoa. 

Entenda a importância da licença maternidade

Muitas mulheres, ao tirar a licença maternidade, são negligenciadas pela empresa. Além disso, também existem muitos casos de mulheres que foram demitidas logo após voltarem da licença, o que pode ser extremamente prejudicial para elas. 

A licença maternidade não é apenas mais um direito da CLT que precisa ser cumprido. É um período super importante de esforço e adaptação com a nova rotina que a mulher precisa passar. Por isso, as empresas precisam começar a ser mais flexíveis e compreensivas quando as colaboradoras voltarem da licença. 

Forneça assistência de verdade 

Flexibilidade é a chave para qualquer boa relação profissional. Imprevistos podem acontecer com qualquer pessoa e saber lidar com essas situações é o que distingue de verdade as empresas que realmente querem fazer a diferença.

Estabeleça metas 

Toda mãe que trabalha possui uma jornada dupla, já que as responsabilidades e obrigações não terminam quando elas chegam em casa. Por isso, trabalhar com metas pode ajudar as mulheres a conciliarem a maternidade e a vida profissional, já que é mais simples do que cumprir uma jornada fixa e horário rigoroso de trabalho. 

Estabelecer metas, além de ajudar na produtividade, pode ser ótimo para que as jornadas de trabalho não sejam tão longas, abrindo margem também para flexibilidade e modelo remoto.

Grávida no mercado de trabalho: metas para alcançar
Valorize suas colaboradoras mostrando a importância do trabalho delas

Valorize as colaboradoras 

Muitas vezes, por ser mãe, a colaboradora não é promovida ou não recebe o reconhecimento que merece, além de todo o problema que enfrentam com a possibilidade de demissão a qualquer momento, especialmente após a licença maternidade. 

Ser mãe não é um impeditivo profissional, muito pelo contrário. As profissionais que lidam também com a maternidade enfrentam uma jornada dupla em todos os sentidos e agora ainda mais, por conta do home office que foi adotado por grande parte das empresas na pandemia. 

Seja a rede de apoio que ela precisa 

Algumas mulheres não possuem uma rede de apoio eficiente para ajudá-las a lidar com a maternidade e a vida profissional ao mesmo tempo. Isso pode causar problemas como depressão, ansiedade, burnout e evoluir para uma doença ocupacional mais grave. 

Por isso, uma empresa que oferece benefícios para as colaboradoras é essencial. Seja a rede de apoio que elas precisam, empoderando-as e as ajudando a lidar melhor com a maternidade recente sem deixar de tirar um tempo para si. 

A TotalPass possui uma série de benefícios que ajudam as mulheres a trabalharem melhor a autoestima e o amor próprio.

Poucas mulheres grávidas assumem papéis de protagonismo nas empresas por conta da falta de incentivo e flexibilidade, além de todo o preconceito enraizado. 

Quebre este ciclo criando um RH mais humano e que ofereça mais oportunidades para todas as colaboradoras. Uma mulher grávida no trabalho não é motivo de demissão e muito menos de negligência. 

Acompanhe a TotalPass!

Gostou do nosso conteúdo? Confira também nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Quer saber mais sobre nossos benefícios? Converse com um de nossos profissionais para implementar a TotalPass na sua empresa! 
Ou indique sua empresa clicando aqui!

Agora tudo pode, Agora é TotalPass