O sedentarismo é um problema sério que está diretamente ligado com a qualidade de vida de cada um. Quando não tratado, pode levar a uma série de consequências para a saúde física e mental do indivíduo.

Saiba como o sedentarismo afeta a saúde mental
O sedentarismo é um problema sério que pode afetar a saúde mental das pessoas

Não ser uma pessoa ativa é um problema estrutural que vai muito além da estética. Praticar exercícios regularmente é, além de um benefício para a saúde física, ótimo também para a saúde mental. 

A prática constante de atividades físicas libera hormônios específicos no organismo, como endorfina e serotonina, que também são conhecidos como as substâncias da felicidade, além de ajudar a distrair a mente e sair um pouco da rotina corrida do dia a dia. 

Quer saber mais sobre como o sedentarismo pode afetar a sua saúde mental? Continue a leitura! 

O que é sedentarismo? 

Cada dia mais estamos conectados em telas. Seja o computador, o celular, a televisão… A internet e a tecnologia estão tão avançadas que, viver sem esses aparelhos, parece impossível. 

Apesar de facilitar a nossa vida, a ascensão da tecnologia também representa um risco muito grande: a falta de atividades físicas. As pessoas estão cada vez mais “preguiçosas” já que a tecnologia substitui muitas funcionalidades.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera sedentárias as pessoas que não gastam, pelo menos, 2200 quilocalorias em qualquer tipo de atividade física ao longo de uma semana. Esses exercícios podem ser tanto treinos na academia quanto pequenas coisas do dia a dia, como uma caminhada ou uma corrida

Com a correria da rotina, pode parecer impossível encontrar um tempo para se dedicar à prática de atividades físicas. Porém, as pequenas atitudes também contam: ir ao trabalho a pé ou de bicicleta ao invés de utilizar o carro, priorizar a escada ao invés do elevador… Existem inúmeras possibilidades. 

Começar a praticar exercícios físicos é uma jornada que só vai beneficiar você mesmo, já que ser uma pessoa ativa pode ajudar muito em todas as vertentes da saúde

Além disso, essas pequenas atitudes do dia a dia são tão importantes e vantajosas quanto fazer um treino completo em uma academia. 

Especialmente depois da pandemia causada pelo Coronavírus, e a adoção do home office, as pessoas ficam cada vez mais sentadas na frente de uma tela o dia inteiro. 

Pesquisas comprovam que os indivíduos que passam mais de 4 horas diárias sentados, mesmo que sejam ativos, têm um risco muito maior de desenvolver doenças graves, como diabetes, problemas nos ossos, entre outros. 

Antes do trabalho remoto, as pessoas ainda andavam, pegavam transporte público, tinham uma rotina que envolvia o movimento físico. Agora, é estimado que os trabalhadores fiquem de 11 a 15 horas sentados. 

Ser uma pessoa sedentária, a longo prazo, leva a uma série de problemas para o organismo e também para a saúde mental. 

Quais os riscos do sedentarismo?

Saiba os riscos do sedentarismo
O sedentarismo pode trazer riscos graves para a sua saúde física e mental

Teoricamente, muitas pessoas têm a informação das consequências de não praticar atividades físicas. Além de ser considerado um problema de saúde pública, pelo menos 14% das mortes por doenças no Brasil estão interligadas com a falta de exercícios físicos na rotina diária

Ser uma pessoa sedentária pode levar a uma série de problemas, como: 

  • Obesidade; 
  • Diabetes; 
  • Hipertensão; 
  • Problemas cardiovasculares; 
  • Osteoporose e outros problemas nos ossos. 

Além disso, até mesmo doenças muito graves estão ligadas com o sedentarismo. Por exemplo, uma pessoa sedentária tem até 68% de chance a mais de desenvolver um câncer do que pessoas ativas.

Geralmente, o sedentarismo é um combo de falta de atividade física, má alimentação e problemas mentais. É muito difícil encontrar motivação para sair de casa e fazer exercícios quando se está lidando com algum distúrbio psicológico, como ansiedade ou depressão

Para mudar esse cenário, é preciso muita terapia para que o indivíduo consiga superar os problemas e tenha um tratamento multidisciplinar que ajude nesses problemas. 

Infelizmente, não existe um remédio ou tratamento melhor para o sedentarismo do que a prática constante de atividades físicas, seja em casa ou em algum outro lugar. 

Quais as consequências do sedentarismo? 

Saiba as consequências do sedentarismo
O sedentarismo é um problema sério que leva diversas consequências para o indivíduo

Além de doenças graves, o sedentarismo também tem inúmeras consequências irreparáveis, como: 

Dores no corpo 

Não se exercitar pode aumentar a probabilidade de dores musculares, especialmente em lugares como costas, ombros e pescoço. Isso se dá pela quantidade de tempo que a pessoa passa sentada todos os dias, especialmente se não for em uma cadeira ergonômica essencial para evitar esses problemas. 

Retenção de calorias 

O alimento serve como combustível para o nosso corpo, provendo as calorias necessárias que precisamos para viver. Quando não nos movimentamos o suficiente, essas calorias são retidas no organismo, desenvolvendo a obesidade e outros problemas que provém dela.  

Maior tendência a problemas mentais 

A prática constante de exercícios físicos libera hormônios super importantes no nosso corpo, como endorfina. Uma pessoa que não é ativa tem mais tendência a desenvolver problemas mentais como ansiedade, estresse e depressão, já que não têm esse pico de felicidade no corpo diariamente. 

Piora no rendimento 

Quando não nos exercitamos e não gastamos energia suficiente, nosso corpo fica cada vez mais cansado, o que afeta a mente também. Com isso, ficamos mais desanimados e com mais dificuldade de se concentrar nas tarefas do dia a dia, o que pode afetar a produtividade no ambiente de trabalho. 

Dificuldade de locomoção 

A longo prazo, o sedentarismo pode ter consequências muito sérias, como a dificuldade de locomoção. Isso porque, quando a pessoa não se mexe o suficiente, os músculos podem atrofiar, sobrecarregando as articulações e dificultando a locomoção básica.

Incômodo nos membros inferiores 

O nosso músculo precisa de movimento e incentivo para funcionar. Quando não existe esse estímulo, a movimentação sanguínea fica mais difícil, especialmente nos membros inferiores, já que ocorre uma retenção maior de líquidos nas pernas e nos pés. 

O sedentarismo é um problema mundial de saúde pública e a situação apenas se agravou depois da pandemia. A prática de atividades físicas, seja qual for, traz apenas benefícios para sua saúde física e mental. 

Acompanhe a TotalPass!

Gostou desse conteúdo? Confira também nossas redes sociais (Linkedin e Instagram) e veja dicas sobre atividade física, alimentação, bem-estar, saúde mental e nutrição.  

Confira também nosso canal no YouTube! A TPTV traz conteúdos exclusivos sobre gestão de equipes, liderança, saúde mental e qualidade de vida no trabalho, receitas, treinos e muito mais.

Para conhecer mais sobre os nossos planos e as redes parceiras, clique aqui.

Baixe agora mesmo o aplicativo TotalPass no Android ou iPhone e comece a aproveitar as vantagens exclusivas. 

Até a próxima!

Agora tudo pode, Agora é TotalPass